Reforço no psicológico do Flamengo

ESP-0401Neste domingo (03), o Flamengo sofreu uma inesperada goleada por 4 a 0 contra o Corinthians, na casa do rival, mesmo depois de dominar as ações do jogo até os 10 minutos do segundo tempo, quando o placar ainda estava 0 a 0. O treinador interino Zé Ricardo conversou com a imprensa. Ele acredita que o time precisará de força no lado psicológico, para não passar por novos “apagões” como o de domingo.

“A competição exige que a gente esteja forte em todos os aspectos, nosso psicológico tem que estar forte. A defesa vem mostrando bom desempenho. Não é em uma partida que vamos tomar uma definição. Até o início do jogo a gente tinha a segunda melhor defesa da competição. Estávamos numa crescente. É apagar o resultado e tirar as lições para continuar”, disse.

Para Zé Ricardo, o Flamengo foi derrotado porque não aproveitou as várias chances que surgiram até o time paulista conseguir abrir o placar:

“O Corinthians aproveitou as oportunidades, nós tivemos menos oportunidades e não conseguimos aproveitá-las. Vamos ver onde a gente pode melhorar e onde a gente não pode mais errar para continuar olhando para frente. A equipe perdeu o controle da partida, cedeu espaço ao Corinthians e, infelizmente, aconteceu o resultado cruel”, explicou.

Quem também falou sobre a atuação do Fla foi o meia Willian Arão:

“Perdemos a concentração. Bola parada. Foi um erro nosso. Jogo foi equilibrado até o primeiro gol, estávamos jogando bem, criando chances. Temos que levantar a cabeça para a próxima partida”, disse o jogador.

DESFALQUE

Na partida contra o Corinthians, o lateral direito Rodinei sofreu uma luxação no cotovelo esquerdo em dividida durante a partida. Após ser medicado e passar por exame de imagem, o jogador não apresentou fratura. Rodinei está com o braço imobilizado e se reapresenta na quarta-feira (06), no Centro de Treinamento George Helal, em Vargem Grande, quando será reavaliado.

 

Foto: Gilvan de Souza / Divulgação