Mulher de Joesley desmente delator da JBS em gravação

A jornalista e apresentadora de TV, Ticiana Villas-Boas, mulher do empresário Joesley Batista, negou que tenha participado de jantar em que foi acertada propina a ser paga pela JBS ao governador do Rio Grande do Norte, Robson Farias. De acordo com o executivo da JBS, Ricardo Saud, tanto Ticiana quanto Patrícia Abravanel, filha do apresentador Silvio Santos e, na época, noiva de Robson Farias, teriam presenciado a discussão de valores de propinas e outros esquemas criminosos.

Ticiana apresentou programas no SBT, rede de TV de Silvio Santos, e é amiga pessoal de Patrícia Abravanel. Advogados de Patrícia entraram com uma ação por danos morais contra Saud e protocolaram a gravação de áudio, em que Ticiana contesta a delação de Ricardo Saud e afirma que não conhecia os esquemas criminosos em que o marido estava envolvido.

“Parece que um executivo da JBS falou que você estava em um jantar… É… aquele jantar, imagina só, não tem nada a ver… do que falaram, foi um jantar normal, eu não vi nada de, de, de, dinheiro, de… de nada que beirasse ser ilícito”, disse Ticiana, no áudio apresentado pelos advogados de Patrícia Abravanel.

A mulher de Joesley Batista ainda afirma que só tomou conhecimento do esquema criminoso da JBS momentos antes de embarcar para o exterior, no dia em que tudo foi revelado ao país.

“Tudo que tá acontecendo aí, que Joesley falou, eu não sabia de nada, é… soube praticamente… um pouquinho antes, mas praticamente junto com todo mundo, na televisão. Então, eu tô assustada com tudo”, diz Ticiana.

No áudio, Ticiana se coloca à disposição de Patrícia Abravanel para depor a seu favor, caso as denúncias feitas por Ricardo Saud cheguem a esse ponto.

“Se você for chamada pra depor ou se você precisar de qualquer coisa minha, do meu depoimento, que eu fale, eu tô à disposição. Tanto pra falar pra sua família, se você quiser. Se você for chamada pra depor, ou você… ou tiver qualquer tipo de implicação pra você, eu sou sua testemunha de defesa”, afirma.

Conhecido como o “homem da mala” da Friboi, Ricardo Saud é um dos principais delatores da JBS, ao lado do próprio Joesley Batista. Ele foi filmado entregando uma mala de dinheiro a Rodrigo Rocha Loures, que foi assessor do presidente Michel Temer, e em seus depoimentos usa expressões irônicas. Ele também foi beneficiado com a isenção de pena oferecida a Joesley Batista pela Procuradoria Geral da União, em troca da delação.

 

Foto: Gabriel Gabe / SBT