Mais de 277 mil estudantes fazem o Enem sábado e domingo

 

bra-0301O ministro da Educação Mendonça Filho reforçou nesta sexta-feira (2), na capital paulista, que não existe “nenhuma possibilidade de cancelamento do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem)”. Sábado (3) e domingo (4), os candidatos fazem a segunda aplicação do exame. Mendonça disse que o processo de investigação que apura tentativas de fraude no Enem está sendo conduzido pela Polícia Federal, em articulação com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep). O objetivo é identificar fraudadores e beneficiários.

As provas serão ministradas a mais de 277 mil estudantes que não puderam fazer o Enem em novembro, devido aos locais de prova estarem ocupados por estudantes em protesto. Segundo o ministro, para as provas deste fim de semana, continuam os monitoramentos de combate à fraude. “Quem for pego vai ser desclassificado e punido pela legislação criminal vigente”, disse o ministro, que participou de força-tarefa para combate ao mosquito Aedes aegypti em uma escola da cidade de São Paulo.

Na quinta-feira (1º), o Inep já havia informado que o Enem não será cancelado e que punições se restringirão aos envolvidos nos casos de tentativa de fraude. As denúncias de que as provas do primeiro e segundo dias do Enem, além da redação, vazaram para pelo menos dois candidatos antes do início do teste, vieram do Ministério Público Federal no Ceará (MPF-CE). O Inep também reiterou que não há indício de vazamento do gabarito oficial.

Mendonça Filho também criticou a posição do procurador do MP Oscar Costa Filho, que convocou coletiva na quinta-feira para falar sobre a necessidade de cancelamento do Enem. Para o ministro, Costa Filho falou antes do inquérito estar concluído, tentando causar comoção.

INDEFERIDO

O desembargador federal Ivan Lira de Carvalho, do Tribunal Regional (TRF) da 5ª Região, indeferiu na quinta-feira, 1º de dezembro, pedido apresentado pelo procurador Oscar Costa Filho, do Ministério Público Federal (MPF) no Ceará, para anular a prova de redação Enem, realizado nos dias 5 e 6 de novembro último.

O Enem, em sua segunda aplicação neste ano, será levado a 418 locais de provas de 165 municípios. A segunda aplicação tornou-se necessária como consequência das ocupações, em novembro último, de instituições de ensino indicadas como locais de provas. Outro motivo, em menor proporção, foram circunstâncias ligadas, principalmente, a problemas de infraestrutura, como interrupção de energia elétrica. O exame deste fim de semana vai atender a 277.624 mil inscritos.

 

Arquivo /Agência Brasil