Fla apresenta seu novo vice-presidente de futebol

O Flamengo apresentou oficialmente, nesta sexta-feira, o novo vice-presidente de Futebol, Ricardo Lomba. O evento ocorreu na sala de imprensa Victorino Chermont, no CT George Helal, para jornalistas, e contou com a participação do presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello. Iniciando a apresentação, Bandeira de Mello explicou o motivo da escolha por Ricardo Lomba para o cargo e o tempo que a decisão levou para ser tomada.

“O cargo estava vago há algum tempo, eu estava acumulando a função. Mas vinha buscando alguém que tivesse o perfil e também estivesse totalmente alinhado aos princípios e à orientação da administração do Flamengo. Ricardo Lomba é um rubro-negro de arquibancada, como eu, sempre presente aos jogos do Flamengo, possui grande experiência em gestão de equipes e é o nome certo para o cargo”, disse o presidente, passando a palavra ao novo Vice de Futebol.

Ricardo Lomba chegou já reconhecendo o tamanho da responsabilidade no cargo e a vontade de contribuir na função. Confira abaixo alguns pontos de sua coletiva e a íntegra na Fla TV, ao final do texto.

Ele sabe que a responsabilidade e a cobrança será muito grande:

“O tamanho da responsabilidade é realmente muito grande. O Flamengo é muito grande. Só aceitei esse desafio porque acho que com a diretoria, o departamento de futebol e os atletas, nós temos muitas condições de alcançar os objetivos. Temos sempre que pensar em títulos”, disse.

Lomba não vê problemas em acumular funções e trabalhar também fora do clube:

“Sim, tenho minha outra profissão, mas isso já foi conversado com o presidente e será equacionado. Vou ter bastante tempo para me dedicar ao Flamengo e ao dia a dia do futebol”.

Sobre a estrutura, o novo vice diz que não vê qualquer problema no clube:

“Temos uma estrutura fantástica aqui no CT, com profissionais de primeira linha e elenco muito bom. O sucesso em breve chegará com esses títulos a que me referi”.Chego com muita expectativa. Não foi o resultado que esperávamos (a final da Copa do Brasil), mas temos um elenco muito qualificado, com totais chances de ganhar a Sul-Americana e fazer um bom papel no Brasileiro. Análises pontuais ainda teremos tempo de fazer”, comentou.

 

Foto: Gilvan de Souza / Flamengo