Capitão do Flamengo conta com a força da torcida

Após a derrota por 2 a 1 diante do Independiente, na noite desta quarta-feira (6), no primeiro jogo da decisão da Conmebol Sul-Americana, o zagueiro Réver analisou a partida, além de projetar o confronto da volta no Maracanã. Ele teve atuação destacada, diante do bom time do Independiente, e marcou o gol que abriu o placar.

“O que me surpreendeu foi a maneira que eles esperaram a nossa equipe. É um time muito agressivo e tivemos essa surpresa de ter mais a posse de bola no início. Faltou um pequeno detalhe nesse jogo. Estávamos melhores no início, tanto que marcamos um gol. Acabamos pecando em não ser tão agressivos com a bola, já que eles estavam assustados com o gol. Deveríamos ter tirado mais proveito. Agora é tentar descansar o máximo e buscar essa vitória na quarta para deixar o título no Rio”, explicou Réver.

O zagueiro explorou um escanteio cobrado por Trauco para marcar seu gol e conseguiu grande cabeçada para o fundo da rede. “Nossa bola aérea é muito forte. Temos tirado proveito disso e precisamos trabalhar ainda mais essa parte. O Independiente é uma equipe de baixa estatura e, no futebol hoje, muitas partidas são vencidas com essas bolas paradas”, disse.

“Espero uma pressão ainda maior no Maracanã. Quando o estádio está lotado é muito mais difícil. Já peguei o Maraca cheio contra e é difícil jogar lá. Espero que o torcedor possa nos incentivar e fazer toda diferença como sempre fez em casa”, completou o capitão.

O técnico Reinaldo Rueda fica feliz por seu time ter, agora, alguns dias de descanso.

“Temos alguns dias para nos recuperarmos. O time fez uma grande partida, mas não conseguimos o resultado que queremos. Foi um jogo muito intenso. Uma partida que nos exigiu muito. Eles foram mais precisos do que nós, como mostra o segundo gol deles”, comentou.

O próximo jogo do Flamengo será na quarta-feira (6), às 21h45, contra o Independiente pelo jogo de volta da Conmebol Sul-Americana, no Maracanã.

 

Foto: Gilvan de Souza/Flamengo