Campanha antirrábica vacina mais de 33 mil cães e gatos

A Prefeitura de Itaboraí, por meio da Secretaria Municipal de Saúde realizou no último dia 30 de setembro, a Campanha Antirrábica Animal 2017, destinada a cães e gatos do município. Ao todo, 33.593 animais foram vacinados, sendo 29.489 mil cães e 4.104 gatos. As doses, distribuídas gratuitamente foram oferecidas em 57 pontos de vacinação, entre escolas, postos de saúde e associações, nos oito distritos da cidade. Com o tema “Se liga, bicho! Raiva é caso sério”, a campanha ultrapassou a meta de 80% do quantitativo de animais estimados no município (31 mil), chegando a 108,36%.

Segundo o subsecretário de Vigilância em Saúde, Renato Botticini, com bases nas últimas campanhas de vacinação antirrábica, a Secretaria Estadual de Saúde liberou para o município de Itaboraí 31 mil doses. Porém uma semana antes da campanha, o município recebeu uma doação de quatro mil doses, provenientes do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) da Prefeitura do Rio de Janeiro.

Para o agente comunitário de Saúde, José Ricardo Mousinho, responsável pela vacinação de cães e gatos na Unidade de Saúde da Família de Itambi, , a vacinação é de suma importância para prevenir a doença entre os animais. “Faz tempo que não acontece campanhas de vacinação no município. É necessário lembrar que muitas pessoas não têm condições financeiras de pagar pela vacina. Com isso, essa campanha ampara essa população menos favorecida”, destacou José.

O aposentado Paulo Massini, morador de Itambi levou seu cachorro Thor para ser vacinado e ficou satisfeito em poder fazer parte desta prevenção. “Acho ótimo disponibilizarem essa vacinação, inclusive a animais que vivem nas ruas e precisam ser vacinados. Sendo gratuito fica muito melhor. Vi muitas pessoas trazendo seus animais para vacinar e isso é muito bom”, afirmou Paulo.

A raiva é uma doença infecciosa causada por um vírus que atinge cães, gatos e também o homem. Os sintomas da doença são: mal-estar, pequeno aumento de temperatura, anorexia, cefaleia, náuseas, dor de garganta, entorpecimento, irritabilidade, inquietude e sensação de angústia.

 

Foto: Divulgação