Brasil joga melhor, mas empata com a Bolívia

Com domínio total na altitude de La Paz, na Bolívia, a Seleção Brasileira saiu do Estádio Hernando Siles com um empate em 0 a 0 diante dos donos da casa, nesta quinta-feira (5), pela 17ª rodada das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018. Com ótima atuação e inúmeras chances claras de gol, o Brasil foi parado nas defesas do goleiro Carlos Lampe, que evitou que as redes balançassem na partida.

Com o resultado, a Seleção segue na liderança da tabela sul-americana das Eliminatórias, agora com 38 pontos. A Bolívia, com 14, ocupa a nona posição. Pela última rodada da competição, a equipe do técnico Tite enfrenta o Chile, no dia 10, no Allianz Parque, em São Paulo. O jogo será às 20h30.

Dominando o primeiro tempo da partida, o Brasil criou as melhores chances de abrir o placar dando trabalho ao goleiro Carlos Lampe. Na primeira oportunidade, Neymar arriscou de fora da área, no canto, e viu o defensor cair bem e mandar para escanteio. Aos 32 minutos, Gabriel Jesus ganhou disputa de bola no ataque, Neymar ficou com a sobra e, cara a cara com Lampe, viu o goleiro fazer grande defesa. Aos 38 foi a vez de Jesus, livre na área, finalizar em cima do camisa 1 boliviano.

Sem parar de pressionar, a Seleção teve outra ótima chance aos 42. Paulinho lançou Neymar, que driblou Lampe e chutou para o volante Valverde, de cabeça, salvar a Bolívia. Na sobra, o goleiro adversário pressionou o camisa 10, que finalizou e viu Valverde novamente evitar o gol brasileiro. Os minutos finais seguiram movimentados e, aos 45, Daniel Alves arriscou de longe, com chute forte, e o arqueiro boliviano se esticou para espalmar. Antes do apito final, a Bolívia assustou pela primeira vez, em pancada de fora da área de Diego Bejarano, que explodiu no travessão.

O Brasil não diminuiu o ritmo na volta do intervalo. Logo no primeiro minuto, Neymar cobrou falta para a área, Paulinho desviou de primeira e viu a bola bater na trave após tapa de Lampe. Aos 12, o camisa 10 novamente ficou cara a cara com o goleiro boliviano e soltou uma pancada, que bateu no rosto de Lampe. Aos 32 minutos, Willian aproveitou sobra pela direita, se livrou da marcação e viu o camisa 1 boliviano espalmar para escanteio. Em outra boa chance, aos 37, Neymar lançou Gabriel Jesus, que acertou bela cabeçada defendida, mais uma vez, por Lampe.

ARGENTINA

Enquanto o Brasil já está classificado e com a primeira colocação das eliminatórias, quem se complicou de vez ontem foi a Argentina. A seleção jogou em casa, contra o Peru, adversário direto, e ficou apenas no empate em 0 a 0. Com o resultado, os argentinos estão em sexto lugar, fora da zona de classificação e da repescagem. O time enfrenta agora o Equador, na terça-feira, precisando de uma vitória na altitude de Quito. Uma derrota elimina a Argentina. Peru e Colômbia se enfrentam por uma vaga – eles estão, respectivamente, em quinto e quarto lugares. Até mesmo o Paraguai, que está em sétimo, com um ponto a menos que a Argentina, pode complicar os “hermanos”, já que joga contra a Venezuela, que tem a pior campanha nas eliminatórias, também na terça-feira. O Brasil enfrenta o Chile, terceiro colocado, em São Paulo.

 

Foto: Lucas Figueiredo/CBF