Barcas: licitação prevê estudos para três novos trajetos

A nova empresa responsável pelo transporte por barcas no Rio de Janeiro terá um ano, a partir da assinatura do contrato, para apresentar uma série de estudos para a implementação de três novas linhas, que ligarão a Praça XV às cidades de São Gonçalo e Duque de Caxias e aos aeroportos Santos Dummont e Tom Jobim (Galeão). A exigência deverá constar no edital de licitação do serviço, que tem previsão de ser lançado em 75 dias.

As informações foram divulgadas pelo secretário de Estado de Transportes, Rodrigo Vieira, em audiência pública realizada na Assembleia Legislativa do Estado do Rio (Alerj) nesta terça-feira (15/08) pela comissão de representação que acompanha a licitação.

Segundo o presidente do grupo, deputado Zito (PP), os novos estudos poderão abrir possibilidades de trajetos para outras cidades da Baía de Guanabara. “Foi uma reunião muito positiva e espero que, em breve, tenhamos um avanço no transporte aquaviário do Rio de Janeiro”, declarou, destacando a importância de tarifas sociais nas linhas futuras e atuais.

O deputado Gilberto Palmares (PT), no entanto, foi mais crítico, argumentando que o edital deveria definir como obrigatória a implementação das novas linhas. Em resposta, o secretário explicou que esses estudos são necessários e a imposição da obrigatoriedade impactaria na participação da iniciativa privada.

 

Foto: Divulgação